sexta-feira, 30 de julho de 2010

Mundos Paralelos - Capítulo 2 - 2.5

(2.5)
10 de abril de 2013.

–Há 80 tripulantes selecionados para as primeiras naves – a voz de Elvis chegava nítida e forte apesar da já enorme distância – Eric está recuperado e incluído na tripulação da Antares. Os dados que vocês enviaram são inapreciáveis, as imagens são excelentes. A todos nos corre uma eletricidade no corpo. Estamos impacientes para nos reunirmos com vocês; câmbio.

–Entendido – respondeu Aldo – Em nove dias entramos em órbita. Faça os preparativos, se a nave está pronta e abastecida. Mudando de assunto, quero saber se já descobriu o espião, aquele traidor filho da mãe que entregou nossa rota e data de partida para que o inimigo mandasse mísseis, meio ano antes, para apagar-nos do espaço. Quando o descobrirem, quero que tirem a pele dele, vivo! Câmbio!

A cabo de dez minutos de espera, ouviu-se a voz de Elvis:

–Entendido. Mande a lista de carga. Reservei cem metros cúbicos do meu container para vocês. Quanto ao espião, ainda não o descobrimos. Reforçamos a segurança e fazemos tudo mundo passar pela sonda mental. Será questão de horas pegar o traidor, mas o resultado disso foi positivo. As imagens dos mísseis inimigos apareceram na RTVV, junto com o vosso relatório e mostrou ao mundo o que eles fazem conosco. Pior foi ouvir e ver que seu atentado fracassou e que vocês seguem adiante. O rebuliço foi mundial e a JNN diz que é mentira, que quando vocês, “criminosos”, voltarem, serão devidamente punidos. O governo chinês perguntou venenosamente se a Nova Ordem Mundial não tinha condições de ir à vossa procura, como dizendo: “se vocês são tão poderosos, como não esmagam à Antártica?” Há movimentação de tropas nos países que apóiam o governo mundial, impotente para deter-nos, e os outros países estão de olho. Nós estamos preparados e a defesa está em alerta. Além do mais, estamos tirando gente dos países dissidentes e levando-os à Lua, onde há espaço nas bases. Inclusive a Nº 1 já está em fase de reconstrução. Isso é tudo, Aldo. Elvis desliga.
Aldo afastou-se do radio.

–Essa foi nossa última comunicação com a Terra até chegar a destino.

–A situação por lá não está boa – murmurou Marcos.

–Não – Aldo ainda estava chocado – devemos nos estabelecer em Marte, não podemos voltar à Terra. Talvez nossos filhos o consigam, mas para tal deveremos
fazer o que os nossos mentores esperam de nós.

–Já conseguimos algo – observou Inge, sorridente – com todo seu poder, eles são impotentes para deter-nos e o mundo está tomando consciência disso, o que é uma boa propaganda para a Causa.
*******.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderei a todos os comentários.
Não se acanhe por causa da moderação. Se gostou, comente. Se não gostou critique, mas critique com criatividade, assim pode ser que seu comentário permaneça no blog por tempo suficiente para todos verem.
(As opiniões dos comentários não necessariamente refletem as minhas e às vezes nem as do autor dos comentários...)