sexta-feira, 25 de maio de 2012

Mundos Paralelos - Capítulo 9-9.6

9-9.6
7 de dezembro de 2013.


Com peças dos foguetes robôs e containeres; finalmente terminou-se de montar a estação orbital a doze mil kms sobre a base terrestre, em órbita Clarke alta o suficiente para também servir de transmissora para os comunicadores celulares da região de Ares Vallis.


A estação serviria de depósito, laboratório, siderúrgica em zero-g para fabricação de vitrotitânio e estação de vigilância, com os agora oito satélites espiões em órbita Clarke e a estação retransmissora de Dheimos.

Tem um corpo central esférico de cem metros de diâmetro, e oito cilindros de 200 metros por 30 de diâmetro, que servem de depósitos.

Ao redor do conjunto, unindo-o em forma de roda, há um corredor cilíndrico de trinta metros de diâmetro, onde estão os alojamentos. É uma construção vazia, porque seriam necessárias mais de duas mil pessoas para darlhe vida. Mas é uma obra pensando no futuro. Uma cidade espacial por enquanto usada como depósito do excesso de produção do Ponto de Apoio.

*******.

Mundos Paralelos ® – Textos: Gabriel Solis - Arte: André Lima.

Compre Mundos Paralelos volume 1 clicando aqui.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderei a todos os comentários.
Não se acanhe por causa da moderação. Se gostou, comente. Se não gostou critique, mas critique com criatividade, assim pode ser que seu comentário permaneça no blog por tempo suficiente para todos verem.
(As opiniões dos comentários não necessariamente refletem as minhas e às vezes nem as do autor dos comentários...)