sexta-feira, 28 de maio de 2010

Mundos Paralelos - Capítulo I - 1.25

1.25
–Vimos que passaram a Lua e vimos quando Valerión separava-se de vocês.
–Estabelecemos o rumo, Elvis; aceleramos para 120.000 km por hora, o que nos deixará em nosso destino em mais ou menos 30 dias segundo o computador.
–Certo. Nos comunicamos com vocês daqui a 24 horas. De acordo?
–Sim, de acordo. Aldo desliga.
Ao alcançar a velocidade de cruzeiro, os motores foram desligados para entrar em inércia. Depois de organizar-se, viram que na Antártida seria hora de jantar. Foi tudo disposto para comer num dos camarotes, onde foi desdobrada a mesa de parede.
Com a nave em piloto automático; tiveram o primeiro jantar da viagem, no qual conversaram, riram, choraram, e acertaram turnos de guarda. Um rodízio de quatro horas que não afetaria a rotina e serviria para vigiar o painel, o computador, o radar e o rádio. Era uma vigilância simbólica, o computador era quem pilotava. Dispararia o alarme e ligaria o escudo em caso de problemas.
*******.

(Continua) Click nas imagens para aumentar

Mundos Paralelos ® – Textos: Gabriel Solis - Arte: André Lima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderei a todos os comentários.
Não se acanhe por causa da moderação. Se gostou, comente. Se não gostou critique, mas critique com criatividade, assim pode ser que seu comentário permaneça no blog por tempo suficiente para todos verem.
(As opiniões dos comentários não necessariamente refletem as minhas e às vezes nem as do autor dos comentários...)